domingo, 8 de abril de 2018

Musicoterapia 2


Na linha da postagem anterior, Musicoterapia, o Boletim Ecodebate do dia 06 do corrente trouxe uma reportagem intitulada: Estudo constata que música intensifica os efeitos benéficos de anti-hipertensivos,  da qual destaquei o que publico abaixo:
Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Marília, em colaboração com colegas da Faculdade de Juazeiro do Norte, da Faculdade de Medicina do ABC e da Oxford Brookes University, da Inglaterra, constatou que a música intensifica os efeitos benéficos de anti-hipertensivos em um curto prazo de tempo após a medicação.
“Constatamos que a música erudita ativa o sistema nervoso parassimpático [responsável por estimular ações que permitem ao organismo responder a situações de calma, como desaceleração dos batimentos cardíacos e diminuição da pressão arterial e da adrenalina e açúcar no sangue] e reduz a atividade do sistema simpático [que pode acelerar os batimentos cardíacos]”, explicou Vitor Engrácia Valenti, professor do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp de Marília e coordenador do estudo.
Para ler na íntegra - https://www.ecodebate.com.br/2018/04/06/estudo-constata-que-musica-intensifica-os-efeitos-beneficos-de-anti-hipertensivos/