quarta-feira, 20 de abril de 2011

Homem – Animal racional.

Ontem à noite, sonolento, navegando à deriva, dei ‘com os costados’ em:

http://www.cerebronosso.bio.br/exercite-seu-cerebro/

Brinquei um pouco… Tem uns joguinhos legais. Continuei no site e ao esbarrar em Rampas magnéticas minha mente divagou…

“O Homem é um animal racional” disse Aristóteles, e racionalidade é função mental, dizem todos… Das partes do humano, grosso modo - corpo, mente e alma; é da mente que mais nos orgulhamos e vangloriamos, já com relação às outras não é bem assim que procedemos.

Do corpo, que pode doer e incomodar, em geral cuidamos compulsoriamente e da alma…

- Alma? Ah é! Depois vejo isso.

O mais interessante é que, das partes, se é que partes existem, a mente é a mais, talvez a única, passível de engano; nossas confusões, nossas dúvidas, nossas ilusões, passam sempre pelo mental; as emoções que tanto nos alteram, são sentidas no corpo mas, são entendidas, nomeadas e elaboradas na mente e é aí que o ‘bicho pega’ pois, não existem fígados calmos com mentes irritadas, rins tranquilos com mentes medrosas ou pulmões alegres com mentes tristes.

Um amigo que viu esta postagem antes de sua publicação emendou: “Não existe coração tranquilo com bolsos vazios...”. Concordo em parte, mas  isso são ‘outros quinhentos’ e merece outra postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário