sábado, 14 de agosto de 2010

Insano garimpo.

Na maior parte das conversas queixas que se repetem:

Falta de tempo, de dinheiro, de lazer...

Excesso de preocupação, de ansiedade, de medo.

 

Em minha juventude emprestávamos cigarros uns aos outros...

Hoje é comum emprestarem antidepressivos e ansiolíticos.

 

Em qualquer lugar pelo qual passem pessoas, é possível observar a mesma situação:

Uma correria que não para…

Pessoas que não se olham…

Não se cumprimentam…

Não sorriem…

Semblantes preocupados e sofridos.

 

Nos escritórios, lojas, bancos, empresas, ruas...

Em quase todo lugar...

A busca frenética pelo ‘ouro’.

 

Esse estado das coisas me remete a uma situação presenciada anos atrás:

O garimpo de serra pelada, que me deixou uma certeza:

Garimpar é uma inútil tentativa de encontrar o que não se perdeu...

Está me parecendo que grande parte das pessoas, sem se darem conta, estão em um garimpo...

Menos terra, menos poeira, menos suor mas, ainda um garimpo…

Um imenso e insano garimpo.

serra 17

Imagem retirada de: http://www.youtube.com/watch?v=rvZmq0a-BV4&feature=related