sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Medicamentos – Abies canadensis

image O uso das árvores de várias espécies de abeto (Abies) na comemoração do nascimento de Cristo (Natal) pode ser uma derivação de um costume muito mais antigo: O uso pelos egípcios, de folhas de palma, simbolizando a vitória da vida sobre a morte, durante o solstício de inverno.

Considerado ‘pequeno’, por ter sido pouco estudado, o  medicamento homeopático Abies canadensis, segundo Chase e Pawlik,  acarretaria no aspecto mental, quando adequadamente prescrito, o seguinte:

“Aberto para as mudanças: Passando a aceitar as mudanças em sua vida através do desenvolvimento da fé, contribuindo para o equilíbrio emocional nas circunstâncias diárias, encorajando-o a se abrir para o aprendizado. Mais do que questionar ou julgar os eventos o indivíduo passa a aceita-los com equanimidade, deixando que as mudanças fluam quando necessárias. Ajuda a dissolver a complacência, libertando-o do modo de fazer e compreender as coisas do passado.”

Abies é ‘pequeno’ na quantidade de sintomas conhecidos, mas não são pequenos os benefícios que pode proporcionar; equilíbrio, equanimidade e aceitação não são fáceis de alcançar, principalmente em tempos ‘bicudos’.

OBS   -  As partes do texto sublinhadas, foram alteradas em prol da compreensão; o original se encontra em: http://www.cesaho.com.br/biblioteca_virtual/arquivos/arquivo_64_cesaho.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário