sábado, 13 de fevereiro de 2010

EDUCAÇÃO E SAÚDE - 2

livro À respeito da postagem  EDUCAÇÃO E SAÚDE de 8/fevereiro recebi um e-mail, falando dos fatores que explicariam as ‘pérolas atuais’, que findava assim:

Relato de uma Professora de Matemática:
"Semana passada comprei um produto que custou R$15,80.
Dei à balconista R$ 20,00 e peguei na minha bolsa 80 centavos, para evitar receber ainda mais moedas; A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.

Tentei explicar que ela tinha que me dar 5,00 reais de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la.

Por que estou contando isso?
Porque me dei conta da evolução do ensino de  matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda ou seja R$80,00. Qual é o  lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$80,00. Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )R$ 20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( ) R$100,00

5. Ensino de matemática em 2000:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$80,00. O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
( )SIM ( ) NÃO

Isso me lembrou a teoria evolutiva de Lamarck do uso e desuso; ela pode não ser  aplicável à evolução das espécies, mas aos nossos músculos e cérebros sim: Usou melhora, não usou…

Nenhum comentário:

Postar um comentário